Terapias para a Paralisia Cerebral: quais as mais importantes?

Muitas mães se desdobram de casa para a rua, a fim de levar o filho com PC às mais diversas terapias e tratamentos. Na maioria das vezes apenas ouvem outras mães que tiveram boas experiências e pronto: já recheiam a agenda de horários com especialistas diversos. Mas será que é preciso encher tanto a rotina?

Você sabe o que é realmente necessário para quem tem Paralisia Cerebral? Antes de tudo, é preciso buscar uma equipe multidisciplinar comprometida em cuidar da criança em todos os aspectos e desenvolvê-la. Pediatra, fisiatra, neurologista, fisioterapeuta, ortopedista, fonoaudiólogo e psicólogo são alguns dos profissionais que devem ser envolvidos no tratamento. Os medicamentos a serem prescritos dependem do grau de paralisia e das sequelas que devem ser amenizadas.

Terapias que aumentam o bem-estar vêm em seguida. Há uma dica, antes de levar a criança a tantas atividades, pode ser bem assertivo amenizar a rigidez muscular (espasticidade), para evitar que a criança tenha ainda mais dores ao realizar tantos movimentos, em vez de bem-estar. É aí que entra a aplicação de toxina botulínica (Botox®)*, opção eficaz para “soltar” os movimentos dos músculos. Com a musculatura mais flexível, aí sim é possível pensar nas terapias.

As terapias têm o objetivo de desenvolver e estimular quem tem Paralisia Cerebral de maneiras diferentes, por isso, ajudam no tratamento como um todo. A fisioterapia atua na reabilitação muscular; a terapia ocupacional é uma aliada em relação à adaptação aos andadores, cadeira de rodas ou órteses, ou na manutenção de posturas adequadas. Ajudar a soltar o músculo: a toxina botulínica é uma grande aliada para promover melhor os movimentos.

Já a fonoaudiologia é de extrema importância para a comunicação. Há ainda a equoterapia, que promove interação lúdica entre criança e um animal, e estimula o equilíbrio de forma prazerosa. Se houver uma prioridade de tratamento, escolha essas terapias. Mas, se você tiver mais tempo, claro, vale complementar o tratamento de forma positiva, com outras terapias. Paciência e amor devem fazer parte constante da agenda, lembre-se sempre! Se como cuidador a rotina estiver pesada, busque ajuda para você também.

* Botox® é o nome do medicamento referência da toxina botulínica tipo A, do laboratório Allergan. Há outras marcas que também podem ser usadas, consulte seu médico.